A indiferença dilata o ódio.

Pedro Chagas Freitas

Pedro Chagas Freitas

Profissão: Autor
Nacionalidade: Português

Sugestões para você :

As pessoas aproximam-se pelo que dói, não pelo que se festeja, a espessura de uma união é a dificuldade, o peso da impossibilidade a entrar vagaroso no dia, nunca somos só felizes, e é só assim que a felicidade existe.

Um dos maiores prazeres da vida é repetir e toda a gente só se concentra no que não se repete.

A poesia consiste em adivinhar o que está por detrás das calças do verso, deixar o leitor perceber o que está lá, o que porventura estará escrito na textura do poema.

Abraçar é celebrar a humanidade. Abraçar vale mais do que amar. Abraçar é o amor que se ultrapassa. O amor que se transmuta.

O amor só existe quando nos oferece pelo menos um ou dois segundos de nós próprios.

Os livros não se lêem, lêem-nos.

Fechamos os olhos para vermos o que sentimos, para que aquilo que nos consome tenha uma imagem, gostamos de ver com a emoção, há outra maneira de ver?

A competência é génio. A única, e verdadeira, forma de génio. Mais do que quem escreve um livro ou pinta um quadro: o competente que resolve problemas e facilita a vida de quem, sem ele, iria martirizar-se até à demência pela sua incapacidade é um génio. Um autêntico Da Vinci dos tempos modernos.

O grande segredo para estares vivo é, por mais evidente que pareça, só morreres quando fores sepultado.

É importante sonhar cansado, desgastar as oportunidades, dar-lhes dia-a-dia, rotina, consistência, uma lua que se possa tocar, é isso, é importante sonhar cansado, sonhar é amar por dentro.

Só o erro gera a mudança, só o erro obriga à mudança. Só o erro te leva na direcção mais acertada. Qualquer livro de História te comprova que estou certo.

A vida existe no momento em que mudas, ou és incoerente ou estás morto, e ser à noite o que fui de dia é um dia perdido.

O mais curioso com o medo é que nos obriga, para não fazermos algo que tememos fazer, a fazer algo que tememos ainda mais fazer. Fugir é um acto de coragem encapotado.

Uma ilusão vale todas as desilusões do mundo. Ousar cair é o único caminho para te levantares.