Quando se trata de julgar se a guerra deve fazer-se e matar tamanho número de homens, é um só que julga, e, ainda mais, o interessado.

Blaise Pascal

Blaise Pascal

Profissão: Cientista
Nacionalidade: Francês

Sugestões para você :

A imaginação dispõe de tudo.

O que é o homem na natureza? Um nada em relação ao infinito, um tudo em relação ao nada, um ponto a meio entre nada e tudo.

À medida que vamos tendo mais espírito, achamos que há mais homens originais. As pessoas vulgares não fazem distinções entre os homens.

Em amor um silêncio vale mais do que uma linguagem. É bom ficar sem palavras; há uma eloquência no silêncio que penetra mais do que a língua o conseguiria.

A própria moda e os países determinam aquilo a que se chama beleza.

A ação obedece às “razões da Razão”, mas também às “razões do coração”.

Pluralidade que não se reduz à unidade é confusão; unidade que não depende de pluralidade é tirania.

Somos apenas mentira, duplicidade, contradição, e a nós próprios nos disfarçamos e ocultamos.

Uma indiferença pacífica é a mais sábia das virtudes.

Nascemos injustos, porque cada um de nós se inclina para si mesmo, e essa inclinação para si mesmo é o começo de toda a desordem.

Todos os homens, sem excepção, procuram ser felizes. Embora por meios diferentes, tendem todos para este fim.

Com o tempo lembranças da nossa amizade serão apagadas das nossas memórias , mas lembranças da nossa felicidade sempre ficarão na história O passado e o presente são apenas meios , para nós , nosso fim é sempre o futuro. Por isso , nunca vivemos de verdade apenas esperamos viver...

Quase que invariavelmente as pessoas formam suas crenças não baseadas nas provas, mas naquilo que elas acham.

O homem não é nem anjo nem animal, e a infelicidade exige que quem pretende fazer de anjo faça de besta.