Ninguém merece ser louvado pela sua bondade, se não tiver a coragem de ser mau: qualquer outra forma de bondade não é mais que preguiça ou de ausência de vontade.

François de La Rochefoucauld

François de La Rochefoucauld

Profissão: Autor
Nacionalidade: Francês

Sugestões para você :

Todos nós suportamos muito bem o mal dos outros.

Mais ingrato é aquele que ajuda o outro, com o intuito de ser louvado, do que aquele que não agradece.

Ser jovem e não ser bonita é realmente tão pouco consolador como ser bonita e não ser jovem.

Os homens parecem não considerar os seus defeitos suficientes: aumentam-lhes ainda o número através de algumas qualidades singulares com as quais simulam enfeitar-se, e cultivam-nas com tanto desvelo que elas acabam por tomar-se defeitos naturais e já não depende deles corrigi-los.

A extrema avareza engana-se quase sempre: não há paixão que se afaste mais frequentemente do seu objectivo, nem sobre o qual o presente tenha tanto poder em detrimento do futuro.

Nada pode ter mais valor do que fazermos sem testemunhas aquilo que seríamos capazes de fazer diante de toda a gente.

Por vezes queixamo-nos com leviandade dos nossos amigos, para justificar antecipadamente a nossa ligeireza.

Nunca se é feliz como se acredita, nem feliz como se espera ser.

Os amantes apenas vêem os defeitos das amadas quando o seu encantamento acaba.

O encanto da novidade e os velhos hábitos, por mais que uma coisa se oponha à outra, impede-nos igualmente de ver os defeitos dos nossos amigos.

Nunca haveria prazer se nunca nos pudéssemos gabar.

A perspicácia parece ter um dom de adivinhar que lisonjeia mais a nossa vaidade que todas as outras qualidades do espírito.

É mais por estima pelos nossos sentimentos que exageramos as boas qualidades dos outros, que pelo seu mérito, e apenas desejamos receber elogios quando aparentamos dá-los.

Os loucos e os tolos só vêem através do seu humor.