A morte só chega uma vez e faz-se sentir a todos os momentos da vida; é mais cruel temê-la do que sofrê-la.

Jean de la Bruyere

Jean de la Bruyere

Profissão: Filósofo
Nacionalidade: Francês

Sugestões para você :

As mulheres são dos extremos: são melhores ou piores do que os homens.

No mundo, apenas há duas maneiras de subirmos, ou graças à nossa habilidade, ou mediante a imbecilidade dos outros.

Mil modos há de consolar o homem probo e dulcificar-lhe as penas; mas não há um só de consolar um perverso. São os maus como moscas que percorrem o corpo dum homem e só se quedam nas pústulas.

Com cinco ou seis termos de arte, e nada mais, dá-se ares de conhecedor de música, quadros, construções e manjares: pensa-se ter mais prazer do que os outros em ouvir, ver, comer; impõe-se aos seus semelhantes, e engana-se a si mesmo.

O aborrecimento entrou no mundo pela mão da preguiça.

Um devoto é aquele que, sob um rei ateu, seria ateu.

Há certas coisas que se tornam insuportáveis quando não passam de medíocres: a poesia, a música, a pintura, o falar em público.

Os que fazem bem são os únicos que mereceriam ser invejados, se não houvesse ainda uma mais vantajosa solução, que é fazer melhor que eles.

O escravo apenas tem um senhor, o ambicioso tem tantos quantos lhe puderem ser úteis para vencer.

A impossibilidade de provar que Deus não existe, é a melhor prova de sua existência.

O amor começa pelo amor; não se pode passar de uma forte amizade senão para um amor fraco.

Contentemo-nos com pouco e com menos ainda, se possível.

Ser grande é poder fazer um mundo de pequenas e minusculas coisas que possam crescer.

É preciso que um autor receba com igual modéstia os elogios e as críticas que se fazem às suas obras.