Há-de haver sempre um livro para ler para nos salvar a vida.

Pedro Chagas Freitas

Pedro Chagas Freitas

Profissão: Autor
Nacionalidade: Português

Sugestões para você :

Dói tanto saber que um dia acabamos como é feliz saber que existimos, se calhar a vida é má por culpa da impossibilidade de ser para sempre, e se calhar é por isso mesmo que é boa, somos raros e somos felizes.

A velhice é uma ressurreição triste, ensina a viver e depois mata, o fascismo do corpo dói que se farta.

Nenhum Homem é tão pequeno que não possa ser Deus.

As casas não servem para morar; as casas servem para amar.

O amor ou é salvação ou não tem salvação possível.

O amor só existe quando nos oferece pelo menos um ou dois segundos de nós próprios.

Ter medo de errar é um erro. É sempre um erro. E é o único erro que não tem perdão. Sou maravilhado por quem erra. Por quem sabe que, por fazer, por tentar, pode errar. E são as melhores pessoas, convence-te disso, quem mais erra.

Amar, quando se ama, não passa de tudo o que é. Porque amar, quando se ama, não passa.

Sacrificares as pessoas para não sacrificares os números é sacrificares as rodas para manteres o carro.

O amor só existe quando duas pessoas se encontram no meio de duas viagens diferentes.

Éramos proibidos mas amámo-nos à maneira de Deus, até que a morte nos separasse, claro está, o problema é que havia várias mortes para experimentar e é por isso que ainda aqui estamos, quantas vezes é possível amar-te pela primeira vez?

A essência humana é, no fundo, bastante simples de entender. Quer-se o que não se tem. E, quando se tem, continua a querer-se o que não se tem.

A grandeza de um homem mede-se, amiúde, pela capacidade de rir para os outros quando está a chorar para si.

Quem é amado não tem o direito de fazer o imperdoável. Amar é grande demais para aguentar uma pequenez assim.