Só volta para a eternidade quem procura na Terra a eternidade .

Khalil Gibran

Khalil Gibran

Profissão: Poeta
Nacionalidade: Libanês

Sugestões para você :

Protegei-me da sabedoria que não chora, da filosofia que não ri e da grandeza que não se inclina perante as crianças.

As flores desabrocham para continuar a viver, pois reter é perecer.

Caminho eternamente por essas praias, Entre a areia e espuma. A maré alta apagará minha pegadas, E o vento soprará a espuma. Porém o mar e a praia permanecerão eternamente.

Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.

Você reza na sua aflição e na sua necessidade; quisera que você rezasse também na plenitude de sua alegria e em vossos dias de abundância.

Vedes unicamente a vossa sombra quando virais as costas ao sol.

Até o espírito mais alado não pode escapar da necessidade física.

A perplexidade é o início do conhecimento.

A verdade de outra pessoa não está no que ela te revela, mas naquilo que não pode revelar-te. Portanto, se quiseres compreendê-la, não escute o que ela diz, mas antes, o que ela não diz.

A beleza é a eternidade a olhar-se ao espelho. Mas vós sois a eternidade e o espelho.

Não se pode chegar à alvorada a não ser pelo caminho da noite.

Mas o atemporal em você está ciente da atemporalidade da vida, e sabe que o ontem não é mas do que a memória de hoje, e o amanhã, o sonho de hoje. E aquilo que canta e contempla em você vive no limites daquele primeiro momento que espalhou as estrelas pelo espaço.

Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria.

Se tivesse de escolher entre a alegria e a tristeza, não trocaria as tristezas do meu coração, pelas as alegrias do mundo inteiro.