Não tenho mais capacidade de raciocinar, nem sensibilidade pela natureza, e os livros me repugnam. Quando sentimos falta de nós mesmos, falta-nos tudo.

Johann Wolfgang von Goethe

Johann Wolfgang von Goethe

Profissão: Poeta
Nacionalidade: Alemão

Sugestões para você :

Tudo que existe merece desaparecer.

Isso é bem outra coisa", replicou Alberto, "porque um homem que se deixa arrastar por uma paixão violenta perde a faculdade de refletir e deve ser considerado como um ébrio, como um demente.

A maioria sofre durante quase todo o seu tempo, apenas para poder viver, e os poucos lazeres que lhe restam são de tal modo cheios de preocupações, que ele procura todos os meios de aliviá-las.

O erro só é bom enquanto somos jovens. À medida que avançamos na idade, não convém que o arrastemos atrás de nós.

Todas as coisas são metáforas.

A natureza humana é limitada, ela suporta a alegria, a triteza, a dor... até certo ponto, se o ultrapassa ela irá sucumbir.

As tuas singularidades são bastante tenazes, cultiva as tuas qualidades.

Não vivas a escogitar as razões da tua vida; existir é um dever, ainda que fosse por um segundo.

Que gente esta, cuja alma está inteiramente amarrada à etiqueta, aplicando, durante anos, todos os seus pensamentos e esforços a manter-se rigidamente à mesa! E não fazem isso porque nada mais tenham em que ocupar-se; ao contrário, o trabalho acumula-se precisamente porque um mundo de dificuldadezinhas impede a marcha dos negócios sérios.

Do que vale olhar sem ver?

Se é um prazer desfrutar do que é bom, prazer maior é provar o que é melhor; e na arte aquilo que é ótimo é bom o suficiente.

Não devemos moldar os filhos de acordo com os nossos sentimentos;

Nunca nos devemos esquecer que nenhum homem pode fugir de si mesmo.

A multidão não pode ficar sem homens valentes, e os valentes são sempre um peso para ela.