Há três acontecimentos na existência humana: nascimento, vida e morte. Nascemos sem saber, morremos sem querer e esquecemos de viver.

Jean de la Bruyere

Jean de la Bruyere

Profissão: Filósofo
Nacionalidade: Francês

Sugestões para você :

Às vezes custa muito mais eliminar um defeito que adquirir cem virtudes.

Enquanto os homens estiverem sujeitos a morrer, gostando de viver, os médicos serão metidos a ridículo e bem pagos.

O homem sensato evita às vezes o mundo, com medo de se aborrecer.

Poucos lamentam ter falado pouco,mas muitos lamentam ter falado demasiado.

Os filhos seriam, talvez, mais caros a seus pais e, reciprocamente, os pais aos filhos, sem o título de herdeiros.

O prazer de criticar priva-nos de sermos profundamente tocados por coisas bonitas.

A maioria das mulheres quase não têm princípios: conduzem-se pelo coração e, quanto aos seus costumes, dependem daqueles a quem amam.

Surpreende-nos encontrar no coração de algumas mulheres um sentimento mais ardente de que o amor, quero dizer, a ambição e o jogo; tais criaturas tornam os homens castos, e têm do sexo a que pertencem apenas os vestidos.

Devemos calar-nos acerca dos poderosos, há quase sempre lisonja em dizer-se bem, há perigo em dizer-se mal enquanto estão vivos e cobardia após a sua morte.

As mulheres prendem-se aos homens pelos favores que lhes concedem; os homens curam-se da sua paixão por esses mesmos favores.

A morte só vem uma vez, mas se faz sentir em todos os momentos da vida.

O amor que nasce de repente é o que demora mais para ser debelado.

É a profunda ignorância que inspira o tom dogmático.

Há apenas duas formas de subir na vida: pelo nosso engenho ou pela estupidez dos outros.