Ao final de relacionamentos, é aquele que não está apaixonado que faz os discursos mais amáveis.

Marcel Proust

Marcel Proust

Profissão: Autor
Nacionalidade: Francês

Sugestões para você :

O que reúne e atrai as pessoas não é a semelhança ou identidade de opiniões, senão a identidade de espírito, a mesma espiritualidade ou maneira de ser e entender a vida.

A verdadeira beleza é tão particular, tão nova, que não se reconhece como beleza.

O ciúme nada mais é muitas vezes do que uma inquieta necessidade de tirania aplicada às coisas do amor.

A ressurreição ao despertar — após esse benéfico aspecto de alienação mental que é o sono — deve assemelhar-se no fundo ao que se passa quando encontramos um nome, um verso, um estribilho esquecido. E a ressurreição da alma após a morte talvez seja concebível como um fenômeno de memória.

Tudo o que foi um desejo torna-se um fato - mas quando não o desejamos mais.

Pois a posse do que se ama é uma alegria ainda maior do que o amor.

Deixemos os homens bonitos para as mulheres sem imaginação.

O sono é como uma outra casa que poderíamos ter, e onde, deixando a nossa, iríamos dormir.

Há uma coisa ainda mais difícil do que seguir um regime; é não o impor aos outros.

Se um tanto de sonho é perigoso, não é menos sonho que há-de curá-lo, e sim mais sonho, todo o sonho. É preciso conhecer totalmente os nossos sonhos, para não sofrermos mais com eles.

É impossível encontrar prazer quando nos contentamos em procurá-lo.

Um livro é um grande cemitério onde, sobre a maioria dos túmulos, não se podem mais ler os nomes apagados.

O ciumento suporta melhor a doença da mulher amada do que a liberdade dela.

Ele é trivial, de êxitos fáceis, e de desaires definitivos.