A morte emenda todos os atos da vida.

Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco

Profissão: Romancista
Nacionalidade: Português


A morte emenda todos os atos da vida. Camilo Castelo Branco

Sugestões para você :

Amar é sentir de dentro para fora; apaixonar-se é sentir de fora para dentro.

Os livros pagam liberalmente a quem os atura.

Amigo é uma palavra profanada pelo uso e barateada a cada hora, como a palavra de honra, que por aí anda desvirtualizando a honra.

A vingança é o inverso da caridade.

A felicidade é parecida com a liberdade, porque toda a gente fala nela e ninguém a goza.

As saudades que de ti me angustiavam aniquilaram-me o espírito e o corpo. Estou doente; nem o punho pode menear uma pena, que te retrate o que é martírio incomportável no coração do homem, que com lagrimas te escrevera. (...) Se não queres que a morte despedace estes vínculos sagrados, vem como o anjo da vida sentar-te à cabeceira do moribundo.

Ninguém é pobre quando ama.

Coragem é afrontar a opinião pública; avaliá-la no seu justo preço; atirar-lhe à cara com os escândalos e com o ouro; passar com a cabeça alta por diante dos «tartufos»... Matilha de cães que nos rasgam as franjas dos vestidos, mas só isso!...

A caridade é a felicidade dos que dão e dos que recebem.

O futuro é um descuido do maior número e uma aflição de poucos espíritos que vieram sãos a um mundo cheio de aleijados.

As quedas de algumas mulheres justificam-nas alguns maridos.

As enfermidades de espirito é o tempo e a distracção que as cura.

A verdade é às vezes mais inverosímil que a ficção.

Vida, que no ralador das paixões se esvai, tem uma lousa erguida onde os átomos agridoces da existência lá se vão caindo. Pois bem, erga-se essa lousa. A última contracção do pulmão do apaixonado, é a paixão purificada... morre-se: - pois bem, seja teu esse último suspiro.