Ah, poder ser tu, sendo eu!

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Profissão: Autor
Nacionalidade: Português

Sugestões para você :

Eu próprio sou.

A melhor maneira de começar a sonhar é mediante livros.

Eu adoro todas as coisas E o meu coração é um albergue aberto toda a noite. Tenho pela vida um interesse ávido Que busca compreendê-la sentindo-a muito. Amo tudo, animo tudo, empresto humanidade a tudo, Aos homens e às pedras, às almas e às máquinas.

Lembra-te de que a única realidade para ti és tu, que o teu único mundo real é o teu. Não digo que tu sejas real; digo que para ti só tu o és.

A procura da verdade - seja a verdade subjectiva do convencimento, a objectiva da realidade, ou a social do dinheiro ou do poder - traz sempre consigo, se nela se emprega quem merece prémio, o conhecimento último da sua inexistência.

Precisar de dominar os outros é precisar dos outros. O chefe é um dependente.

Eu sou aquilo que perdi.

Tudo quanto o homem expõe ou exprime é uma nota à margem de um texto apagado de todo. Mais ou menos, pelo sentido da nota, tiramos o sentido que havia de ser o do texto; mas fica sempre uma dúvida, e os sentidos possíveis são muitos.

Ir é ser. Não parar é ter razão.

O aristocrata é aquele que nunca esquece que nunca está só; por isso as praxes e os protocolos são apanágio das aristocracias. Interiorizemos o aristocrata.

Entendemo-nos porque nos ignoramos.

Creio na existência dos mundos superiores ao nosso e de habitantes desses mundos, em experiências de diversos graus de espiritualidade, subtilizando-se até chegar a um Ente supremo, que presumivelmente criou este mundo.

Amar é cansar-se de estar só...

Há só duas maneiras de se ter razão. Uma é calar-se, que é a que convém aos novos. A outra é contradizer-se, mas só alguém de mais idade a pode cometer.