E quanto mais subimos no que desejaríamos saber, mais descemos no que sabemos.

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Profissão: Autor
Nacionalidade: Português

Sugestões para você :

O meu coração é um pouco maior que o universo inteiro.

O sentir é um pensar extravagante.

Cada um de nós tende para si próprio com escala pelos outros.

Se a vida, que é tudo, passa por fim, como não hão-de passar o amor e a dor, e todas as mais coisas, que não são mais que partes da vida?

O mal está por toda a Terra e uma das suas formas é a felicidade.

Na alma ninguém manda... Ela simplesmente fica onde se encanta...

O criador do espelho envenenou a alma humana.

Ah, não estar parado nem a andar, não estar deitado nem de pé, nem acordado nem a dormir, nem aqui nem noutro ponto qualquer, resolver a equação desta inquietação prolixa, saber onde estar para poder estar em toda a parte, saber onde deitar-me para estar passeando por todas as ruas, saber onde.

A diferença entre Deus e nós deve ser não de atributos, mas da própria essência do ser. Ora tudo é o que é. Portanto Deus é não só o que é mas também o que não é. Confunde-nos de Si com isso.

O que sou essencialmente - por trás das máscaras involuntárias do poeta, do raciocinador e do que mais haja - é dramaturgo.

A consciência é o maior prodígio da inconsciência.

Meu coração é um pórtico partido.

A arte mente porque é social.

O que parece haver de desprezo entre homem e homem, de indiferente que permite que se mate gente sem que se sinta que se mata, como entre os assassinos, ou sem que se pense que se está matando, como entre os soldados, é que ninguém presta a devida atenção ao facto, parece que abstruso, de que os outros são almas também.