Os psiquiatras sabem (às vezes) como trabalha o espírito doente, mas não como trabalha o espírito são.

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Profissão: Autor
Nacionalidade: Português

Sugestões para você :

A coragem que vence o medo tem mais elementos de grandeza que aquela que o não tem. Uma começa interiormente; outra é puramente exterior. A última faz frente ao perigo; a primeira faz frente, antes de tudo, ao próprio temor dentro da sua alma.

Tenho na vida o interesse de um decifrador de charadas. Paro, decifro e passo adiante.

A nossa realidade é o que não conseguimos nunca.

Porque é bela a arte? Porque é inútil. Porque é feia a vida? Porque é toda fins e propósitos e intenções.

Contenta-te com seres quem não podes.

A mais desinteressada erudição tem um fatal fim utilitário, que é saber; a mais utilitária cultura ergue-se por força sobre um pedestal de inutilidade.

Quão mais bela "A Gioconda" desde que a não pudéssemos ver! E se quem a roubasse a queimasse, quão artista seria, que maior artista que aquele que a pintou!

Coexistir quer dizer existir ao lado. Falar é coexistir consigo mesmo.

Considerar tudo como uma ilusão, e tratá-lo como tal (o segundo episódio é mais difícil que o primeiro) é a libertação a valer...

A arte consiste na organização ideal da matéria. A matéria, para ser idealmente organizada, tem primeiro que assumir um aspecto ideal o que quer dizer abstracto, pois a abstracção é o começo do ideal - a negação da matéria.

O que há de bom ou mau em qualquer crença, «qualquer», é o modo como se crê. O bem ou o mal estão no psiquismo do crente, não na crença.

Nada vale a pena, ó meu amor longínquo, senão o saber como é suave saber que nada vale a pena...

Há duas espécies de poetas - os que pensam o que sentem, e os que sentem o que pensam.

Toda beleza é um sonho, inda que exista. Porque a beleza é sempre mais do que é.