A sede de conhecimento parece ser inseparável da curiosidade sexual.

Sigmund Freud

Sigmund Freud

Profissão: Psicólogo
Nacionalidade: Austríaco

Sugestões para você :

Na opinião de Delboeuf, existe apenas um critério válido para determinar se estamos sonhando ou acordados, e esse é o critério puramente empírico do fato de acordarmos.

Em última análise, precisamos amar para não adoecer.

Desejo é o impulso de recuperar a perda da primeira experiência de satisfação.

O estado proíbe ao indivíduo a prática de atos infratores, não porque deseje aboli-los, mas sim porque quer monopolizá-los.

Um sonho de uma criança é uma reação a uma experiência do dia precedente, a qual deixou atrás de si uma mágoa, um anelo, um desejo que não foi satisfeito. O sonho proporciona uma satisfação direta, indisfarçada, desse desejo.

O verdadeiro crente encontra-se em alto grau protegido de certas afecções neuróticas; a aceitação da neurose universal dispensa-o da tarefa de criar para si uma neurose pessoal.

Nós nunca somos tão desamparadamente infelizes como quando perdemos um amor.

A inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos.

Um trauma teria de ser definido como um acréscimo da excitação no sistema nervoso, que este é incapaz de fazer dissipar-se adequadamente pela reação motora. Um ataque histérico talvez deva ser considerado como uma tentativa de completar a reação ao trauma.

Com a força tomada de empréstimo a esta ajuda inconsciente, os pensamentos, resíduo do trabalho do dia, tornam-se então ativos novamente e surgem na consciência sob a forma de sonho.

Não posso imaginar que uma vida sem trabalho seja capaz de trazer qualquer espécie de conforto. A imaginação criadora e o trabalho para mim andam de mãos dadas; não retiro prazer de nenhuma outra coisa.

O amor é cura, mas também é loucura!

Um charuto, as vezes é apenas um charuto.

Longe de ser o juiz implacável de que falam os moralistas, a nossa consciência é, pelas suas origens, «angústia social» e nada mais.